Olá, visitante! Login ou Cadastro |

Nilk Oliveira

Autor

Nilk Oliveira é autor da obra "Colares: O bastão mágico"

Nilk Oliveira

Compartilhar:  


Rosivaldo do Rozário de Oliveira, Nilk Oliveira, natural de Macapá/AP. Filho dos paraenses Aprígio Souza de Oliveira, funcionário público federal e de Vivaldina do Rozário de Oliveira, costureira.

Nilk Oliveira mora em Belém há 25 anos, e seus quatro filhos: Brena Tayná, Álisson Rodrigo, Nikole Christine e Nauane Christie são todos paraenses.

Rosivaldo, o quinto filho dos onze que o casal teve, aprendeu a ler e a escrever aos cinco anos de idade com o auxílio de sua mãe, e a partir dos sete anos o autodidata foi matriculado no ensino regular. Aos nove anos já fazia versos de cordel e pequenas e simplórias narrativas. Também foi escoteiro, e auxiliar de serviços gerais.

O pseudônimo NILK foi dado pelo amigo Alex Galvão quando ambos participaram do grupo Kênex em 1984, um cover do grupo Menudo.

Ao ganhar de seus pais uma enciclopédia com mais de trinta best-sellers, Nilk começou a ler todos os livros e a escrever contos e poemas incentivado também por Carlos Alberto, seu professor de Língua Portuguesa. (E.E. Profª Sebastiana Lenir de Almeida). Aos 18 anos trabalhou no Sistema Z de Comunicação, no qual foi comunicador e auxiliar de redação. E aos 20 anos serviu ao Exército até 1994 (3º BEF e 2º BIS), chegando a terceiro sargento.

Compositor de mais de 300 músicas na cidade de Belém, Nilk possui sucessos como: Deusa da Paixão, Senhorita, Anjo do Prazer e Solos da Paixão (Banda Calypso), Voando pro Pará (Joelma), La Cúmbia Sensual e Amor Caliente (Banda Sayonara). Além de ainda possuir oito livros sendo três de poesias, uma novela, dois romances policiais e dois contos. Três livros sendo lançados em 2018.

Rosivaldo do Rozário de Oliveira é atualmente funcionário público municipal da Guarda Municipal de Belém, acadêmico do curso de Letras Português/Inglês pela Universidade Cruzeiro do Sul e cantor solo.

Fique à vontade para dizer que Nilk Oliveira é artista amapaense e/ou paraense, pois para ele “Amapá e Pará são gêmeos univitelinos pulsando no coração do poeta.”

Livros deste Autor

Colares - o bastão mágico

Colares

VER MAIS

Newsletter

Quer ficar por dentro de nossas novidades? Assine nossa newsletter.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!