Escrever uma história de terror - Editora Viseu
Olá, visitante! Login ou Cadastro |

BLOG


Escrever uma história de terror

06 de outubro de 2018

Escrever uma história de terror

Os livros do gênero de terror vêm ganhando cada vez mais espaço nas prateleiras das livrarias. Afinal de contas, quem não aprecia uma boa obra de terror? Mas, escrever uma história de terror não é tão simples quanto parece, há algumas coisas que precisamos saber antes de começar.  
Tem autores que afirmam existir diversos tipos de terror na literatura, sendo: 
Terror Repugnante - Onde as histórias abordam situações que causam aversão, como por exemplo, situações que apresentam cabeças rolando, gosmas verdes, luzes que se acendem e apagam.  
Terror Sobrenatural - Quando acontece situações anormais, como por exemplo, mortos se levantando, espíritos te assombrando. 
Terror Terror - O famoso medo, como por exemplo, quando na história o personagem chega em casa e vê que todo mundo sumiu, ou que morreram, e de repente parece que tem algo/alguém atrás dele, mas, olha e não vê nada. 
  
Como escrever ?
Escrever uma história de terror assustadora não é fácil, porque o terror se manifesta através do medo, e essa é uma emoção difícil de se causar nas pessoas, se comparada ao riso e a tristeza por exemplo.  
Uma boa história de terror não se baseia apenas em fantasmas e monstros, porque o terror não está apenas nisso, mas sim, nas entrelinhas das histórias dos personagens.  

1. Aterrorize o leitor 
Quanto mais real, mais assustadora a sua história for, mais o leitor se identificará, e chegará ao ponto de achar que aquilo aconteceria com ele também. Então, abuse de elementos conhecidos, para que ele se sinta vulnerável e aterrorizado.  

2. Estimule o medo 
Tenha como foco, na hora de escrever sua história: tirar o sono do seu leitor. Mostre a eles um mundo macabro, que eles desconhecem.  
Melhor que mostrar os personagens, descreva as sensações que o monstro pode despertar nos personagens. No decorrer das linhas da sua história, faça o leitor se colocar no lugar do personagem, crie tensão.   
  
3. Reinvente 
Quantas obras de terror já nos deparamos por aí, e é inevitável não esbarrar por elas na hora de escrever sua obra. Mas, por mais que não dê para fugir, dá para reinventar os clichês.  

4. Personifique o mal 
O "mal" é comum nas histórias de terror, mas, girar apenas em torno dele, não sustentará sua história. Personifique o mal em algo que faz parte da história, seja um objeto, pessoa ou uma situação. Ele precisa se manifestar em algo inesperado e causar o mal, com motivos plausíveis, justificados.  

5. Cause desconforto 
Tirar o leitor da zona de conforto com a sua história de terror, é causa um desconforto com a situação do medo. Portanto, pense nisso na hora de escrever!

Resumindo, para escrever um bom livro de terror é fundamental respeitar os pilares de um bom livro, bem como as regras para escrever uma história de ficção. Ou seja, um bom enredo, personagens bem estruturas, histórias coesas, texto bem escrito. O de praxe.

Gostou? Então continue acompanhando o nosso blog.

 


Últimos posts


Dia das Mães

08 de maio de 2019

Dia das Mães

LER

Sprint de escrita

24 de abril de 2019

Sprint de escrita

LER

Newsletter

Quer ficar por dentro de nossas novidades? Assine nossa newsletter.

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!